Banner de Composição

Composição na comunicação visual

© Texto de João Werner


Botticelli, 1477-8, A alegoria da Primavera, painel, 315x205 cm, Galleria degli Uffizi, Florença. Considerada por muitos uma das dez obras de arte mais importantes da história. No diagrama acima pode-se ver - através das linhas pontilhadas em branco - como Botticelli dividiu a pintura em 9 segmentos verticais. As figuras foram dispostas de maneira a coincidir com estes segmentos.

A composição é a essência da comunicação visual.

Trata-se basicamente das regras para organizar os elementos visuais - formas e superfícies - em mensagens que alcancem seus objetivos comunicativos, que agradem, que emocionem.

A composição corresponde a uma síntese entre intelecto e emoção, entre o princípio da ordem geométrica e o da intuição.

Ao mesmo tempo que a composição restringe - dada a sua rigidez - cabe ao artista a adequação da estrutura à expressividade que tem em mente.

Sandro Botticelli, "A alegoria da Primavera", 1482, têmpera sobre madeira, 203 x 314 cm.
Galeria Uffizi, Florença.
fonte: Wikipedia.
licença de uso: domínio público.

Segundo uma velha fórmula da estética, trata-se de realizar uma síntese entre a liberdade humana e as determinações da natureza.

Nas mãos de gênios como Leonardo e Botticelli, a armação geométrica em nada reduz a naturalidade e a emotividade das figuras, ampliando-lhes a beleza.

Composição em LeonardoLeonardo, A Última Ceia, 1498, afresco, 460x880 cm, Convento de Santa Maria delle Grazie (Refeitório), Milão. Parte da complexa composição desta que é uma das maiores obras da renascença. Cristo é a figura central, para onde convergem as linhas em perspectiva. Reparar como a linha horizontal que divide o afresco arrebata a maioria dos olhos dos apóstolos, tornando-os colineares.
Venda do livro "A figura na Comunicação Visual" na livraria da Amazon

À venda na Amazon
U$ 13.00

Venda do livro "Ensaios sobre arte e estética" na Amazon

À venda na Amazon
R$ 2,99