Conceito estético da "Empatia"

© Texto de João Werner


É a união ou assimilação emocional com outros seres ou objetos (que parecem animados). Adotando uma postura corporal semelhante à postura corporal de outro ser - pela tendência que temos à imitação - poderíamos vivenciar um sentimento análogo ao sentimento do ser que imitamos.

É como se nós pudéssemos nos colocar em lugar do outro, conhecer-lhe o eu mais profundo, seus sentimentos e aspirações. Para muitos, a empatia é a base da compaixão e da solidariedade, tanto pessoal quanto social.

Outra ocorrência de processos empáticos se dá pela atuação do ritmo em nossa psique. Como diz o refrão da música popular, atrás do trio elétrico só não vai quem já morreu...

Especialmente os ritmos da música são capazes de alterar nosso estado de espírito, muitas vezes levando-nos à euforia embriagante, como no carnaval, por exemplo.


A empatia pode se estabelecer sobre a percepção de um ritmo. Na arquitetura, os ritmos estão presentes pela repetição de elementos, como as colunas egípcias do exemplo. As repetições arquitetônicas tornam estável o universo vivencial da comunidade, criando uma experiência serena de imutabilidade.

Deixe seu comentário sobre a Aula de Arte

Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter e receba as últimas novidades postadas no site.

Venda do livro "A figura na Comunicação Visual" na livraria da Amazon Venda do livro "Ensaios sobre arte e estética" na Amazon Livro de visitas O que ler? Sala de Imprensa Exponha sua arte Últimas notícias Newsletter Banners Nosso e-mail
Introdução Belo
(NOVO!)
Sublime Catarse Gosto Trágico Grotesco Prazer Imaginação
(NOVO!)
Admiração
(NOVO!)
Estranhamento Empatia Feio
(NOVO!)
Cômico
(NOVO!)
Estética e Biologia Ilusões visuais Página inicial História da Arte Comunicação visual Links de Arte na WEB Galeria de arte